Abertura °

Indo
Desprende dos poros qualquer vestígio
o velho resquício daquele pouco
O respiro da pele aberto com seus tentáculos receptores
A chuva que desce lava o corpo que vai
desfere-se ao vento, ao novo
Faz do tempo um aliado para os vinhos
Transforma as cores do conhecimento
Fibra de luz viva
Renova aromas, vibra o espírito

Acontece de ser assim, sempre um pouco de tudo o que é..





1 comentario:

  1. "o velho resquício daquele pouco"

    deu calafrios... Adorei os versos.


    Abraço

    ResponderEliminar

Grafe as asas de suas idéias...