Movediço

Pequena agonia, frente aqueles tortuosos milênios há pouco percorridos por estes mareados olhos
Num mergulho para fora, lanço o vazio do eu a algum lugar, sem direção definida

Não sei nadar!
Melhor alvorecer por lá...qualquer lugar é porto para eu chegar.

Maré

Depositei os sonhos num barco
uma vida em oferenda...
Fiz dos dias, as chuvas de março