EMovimento

A multidão se apavora com o risco
que berrem...
Ninguém impedirá o impulso da alma, além dela
Há tantos vícios, o medo do inseguro
..............
..............................

Alguma loucura é bem vinda
num tempo em que pouco ter-se-ia perdido

A vida merece sair da inércia,
mudar princípios, abrir novos ciclos
Um abismo que não mata, para servir à vida
Como chegariam as certezas, não fossem os mergulhos?

O tiro é rápido
O risco não...
Me atiro, destemida
Ou mantenho-me na varanda, debruçada sobre o sol de meio dia esperando o impossível, assistindo a vida se perder?

Agora já se foi, enterro lamento, sofrimento
todas as seções e seus cabides tortos
Abro portas,
e finalmente janelas me acrescentam

1 comentario:

  1. Um vento forte batendo no rosto!
    Que nos invadam tudo, temos a poesia pra nos defender!

    ResponderEliminar

Grafe as asas de suas idéias...