Pólos

Às vezes, reconheço
Quase sempre, te estranho

2 comentarios:

  1. É estranho, ainda, estranhar-te.
    Sou-me e quero ser tu, juntos.
    Porque ou você se entrega depressa
    ou confundo-me toda.

    ResponderEliminar
  2. Minha amiga,

    "Lutei, em vão, pensando ter o domínio
    do que nem era mais meu
    havia mudado de mãos
    Estranhei, como ainda estranho
    mas que jeito?
    A confusão é do meu (que nem meu é mais)
    coração, perdido, bandido, de amor
    por ela, aquela
    que por vezes tão raras reconheço"


    Sua confusão palavreada ficou incrível.
    Adoooogo!

    ResponderEliminar

Grafe as asas de suas idéias...