Nas palavras, impressões

Tenho sentido mais
coisas estranhas
coisas entranhas
uns incomodos
desejos crescentes
lugarejos
por fora por dentro
em cores
telas dimensões diversas
sem pontos sem linha
sem pauta
sem saber
um sentir
coisas
não há o que definir
me despi
experimentei-me
dose em sol
caminho sob a lua cheia
tenho fé imensa
meus sonhos grandes
meus pés na areia
meu peito,
meu cérebro
força do Deus
minha força breve
intenso respirar
meu ver na imagem
meu sentir, nas palavras
percebo
toco o macio em meu mundo
eu mudo
eu, mundo
meu mundo
sem grito
voz em infinito
suave
um gemido


O empréstimo que eu faço usando para mim as palavras é meu momento mais eterno me ensina a conhecer a ousadia, meu universo cego, livre. Rio bom de nadar.

2 comentarios:

Grafe as asas de suas idéias...