MIstura-Sê

Credita na cor do céu
Tua pele
Bronze

Suaviza teu calor
No ardor que me é
Queima

Respira o ar da tua manhã
Porque é minha noite a
Tempo

Debita em meus versos
Tua dor
Pungente

Facilita o que és
Gozo, vulva
Gotas

Rasga tua máscara
Revela tua cara
Olha!

Penetra teu avesso
No meu verso
Ama-me

Decifro-te, imprevisível ser
Sangra, fascinio
Desejo-te(r)

5 comentarios:

  1. Fiquei com pele cor de céu bronze virado pelo avesso!

    ResponderEliminar
  2. Este comentario ha sido eliminado por un administrador del blog.

    ResponderEliminar
  3. OLá,

    Façam a gentileza de NÃO deixar comentários anonimos.

    .
    Identifique-se!

    .
    Coragem!

    ResponderEliminar
  4. Eu,

    Feita de amor e paz
    .
    Somos, TODOS, irmãos

    Asé

    ResponderEliminar

Grafe as asas de suas idéias...