°LUZ°

°DEUS, MY LORD°
cheia
muita
de louvores
de agradecimenTOS
.
Pedir com fé é receber
.
Venha ser
proteção
meu alimento



Acontece
Na virada do tempo
O fim de mil idéias
.
Em movimento
.
Sinto mudanças
No cansaço de/para escrever
.
É o começo de um tempo
.
Novo-tempo
Ser conhecimento



Das idéias livres
Que voam agora soltas
Fica o elementAR
.
Luz acesa na memória
.

De eternos, permanecem
A alma, livre.
Lirismo in*verso, lido .
Puros sentimentos.
.
O nascimento

Catalisa*Dor

Abstrato
Um sentimento

Que de polpa
CAta*Vento

Pulsa
Veia cheia
pulsa

Pula o tempo
in-define

Catalisa
Momento
Cata*Vento

Foi lendo Múcio

.
Quero verbalizar, rasgar histórias
Me reconfigurar
Terá jeito?
.

MIstura-Sê

Credita na cor do céu
Tua pele
Bronze

Suaviza teu calor
No ardor que me é
Queima

Respira o ar da tua manhã
Porque é minha noite a
Tempo

Debita em meus versos
Tua dor
Pungente

Facilita o que és
Gozo, vulva
Gotas

Rasga tua máscara
Revela tua cara
Olha!

Penetra teu avesso
No meu verso
Ama-me

Decifro-te, imprevisível ser
Sangra, fascinio
Desejo-te(r)

Voo

Solte-me

que livre,
eu vou até voce...
.
.

Em milésimos de tempo se confirmam
Mudanças
Retas, paradas do tempo
Em curvas mudanças,
de clima
A gente bate
E volta
A gente apanha
E acorda
Da hora que se espera
Pode esperar
Sempre é agora
Então pare
Digo, siga
Voe para encontrar
Canse de esperar

Como se houvesse...

Tempo profundo
mundo mudado
dormentes, braços pernas
e mente
Velha fresta novaMente
Não ditas
Palavras se perdem
Se espalham
inexistem
Ou encontram na parede
algum lugar
até a hora, a hora de falar

Mil flores

Um presente, por Marcos Côrtes - teceu-me em aromas doces, tão intensos. Em versos, pintou um jardim em mim. Outra e outra vez, eu agradeço!

ºººººººººº

Existem mil flores em teu jardim...
Mil idéias livres tuas...
energia vossa roda a mil.
Mas nem muito, nem pouco...
Em frente a praia poesia floresce.
Areia: brilha o céu e beija o mar.


No diário (eletrônico) não há revelação.
Mil palavras firmes e poucas.
Amor, desejo e sensação.
dez em dez idéias livres.
Não, nada é cômico não.
tanta beleza inevitável há.


Tão pouco tempo, tão pouco senso,
para falar de querida desconhecida.
Mas emoção não falta em poetisas:
Na pele está imensidão do mar,
nas ondas emitidas pelo coração.
Não existe flor que não esteja em teu jardim...

Inconstante transbordar in-verso ( A cor morena )

Impulsos
Repentes
Mistura e interpretação
Sente a flor da pele
Tua escrita nua
Crua e proposital
Lasca de fogo que a água acalma.


Lírio
Ouve as vozes tantas
Vindas de todo lugar
Verbo feminino
Ela é todo olhar
A preencher vazios
Em cantos e ecos existenciais

Frágil
Pura e líquida
Por vezes sofrida
Em outras, correnteza forte de rio,
Traz consigo as energias
As intensifica
Ab-sorve a vida e a transborda