Filminho

Mãos percorrem segredos
Anseiam novos lugares
Despertam toda espécie de apelos,
Intensidade
No ar há uma espécie de medo que afia vontades

Línguas molham a nudez,
Noite proibida
Pele quente em devaneios,
Inverno frio
O desejo bebe toda embriaguez de nossa sede

O olhar grita a sós
A tortura desse silêncio
Gemidos ao pé do ouvido...
...Deliciosamente sussurrados
Pétalas regadas, devorar intenso que há em nós

1 comentario:

  1. E hoje qual é o filminho? Tô com uma vontade louca de assistir...

    Bjos pelo corpo que é meu!

    ResponderEliminar