Sem sentidos

Meus pensamentos voam pra longe
Criando novos lugares em meu ser
Me levam pra perto de ecos, arrepios sonoros, distantes
Barco a deriva, ultrapassa a linha do meu entendimento.
Me estico, espio a fresta deixada em mim
E mesmo assim não enxergo o que vem de lá
Lá de fora, não consigo entrar
Minha voz emudeceu, as idéias sumiram
Deixando apenas meus olhos, que percorrem o céu
Procurando no infinito o eco do grito...

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Grafe as asas de suas idéias...