Nós

Ainda te vejo e sei
já não te quero mais
Desejo a gente não escolhe, acontece
a escolha é o permitir.
Quando gosto, eu gosto muito!
quando não, sinto muito
não forço.

Eu meu louco mundo
vôo sobre o precipício
o infinito, intocável
exravaso em choro
e transbordo em riso
no olhar um visgo
Distancia que não limita a novidade
enlaça sem prender
afaga sem tocar
me faz ficar

Palavras me despertam
portas abertas, sentimento
o que será?
sem medo da ilusão
sem válvulas, vulcão
Eu não sei não
deixando rolar
planejando sem me planejar
este risco me fascina e vc.

No hay comentarios:

Publicar un comentario

Grafe as asas de suas idéias...